07/05/20 11:18 ●

Mackenzie desenvolve projeto de respiradores para ajudar no combate à pandemia de coronavírus

Escola de Engenharia está com três protótipos de equipamentos de baixo custo, para testes em hospitais

Protótipo de respirador humano mecânico de baixo custo


Para auxiliar a demanda de equipamentos médicos provocados pela pandemia do novo coronavírus (causador da Covid-19), que pode levar à Síndrome do Desconforto Respirátório Agudo (SDRA), a Escola de Engenharia (EE) da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) desenvolveu projetos de ventiladores mecânicos de baixo custo que facilitem a produção do equipamento para serem utilizados em hospitais do país.

O objetivo do MackBreathe é ter ventiladores médicos de baixo custo - cerca de R$ 1.500,00 -, com produção em larga escala e que possa ser utilizado na rede pública de saúde rapidamente.
São três protótipos do aparelho que, segundo Antônio Mello, "foram baratos de se produzir e, utilizando os laboratórios da instituição para o desenvolvimento e montagem, os investimentos para a sua produção serão ainda menores". Os equipamentos já passaram por testes internos mecânicos e elétricos.

Os equipamentos serão disponibilizados para testes em hospitais para avaliação. E, após essa etapa, direcioná-los para aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o que deve ser resolvido com rapidez, visto que é um equipamento necessário com extrema urgência para lidar com a situação atual.

De acordo com Mello, para produção em escala será necessária uma associação com parceiros externos ou de algum financiamento de órgão público interessado. "O Governo Federal e os Estaduais veem tendo dificuldades na compra, inclusive com preços exorbitantes, e a proposta pode facilitar e triplicar o número de equipamentos na rede pública de saúde".

O projeto é composto por um comitê diretivo ordenado pelo diretor da EE, professor Sérgio Lex, e pelos coordenadores Antônio Mello, André Helleno e Rodrigo Vieira, dos cursos de Engenharia Mecânica, Engenharia de Produção e Engenharia Elétrica, respectivamente. No comitê do projeto, encontram-se professores e técnicos das áreas de Engenharia Mecânica e Engenharia Elétrica, bem como o professor Marcelo Fernandes, do curso de Fisioterapia do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da UPM, e o médico cardiologista Marcos Cesar Valério de Almeida, que auxiliam na parte de consultoria do projeto.

Sobre a Universidade Presbiteriana Mackenzie
A Universidade Presbiteriana Mackenzie está na 103º posição entre as melhores instituições de ensino da América Latina, segundo a pesquisa QS Quacquarelli Symonds University Rankings, uma organização internacional de pesquisa educacional, que avalia o desempenho de instituições de ensino médio, superior e pós-graduação. Possui três campi no estado de São Paulo, em Higienópolis, Alphaville e Campinas. Os cursos oferecidos pelo Mackenzie contemplam Graduação, Pós-Graduação Mestrado e Doutorado, Pós-Graduação Especialização, Extensão, EaD, Cursos In Company e Centro de Línguas Estrangeiras.
Em 2020, serão comemorados os 150 anos da instituição no Brasil. Ao longo deste período, a instituição manteve-se fiel aos valores confessionais vinculados à sua origem na Igreja Presbiteriana do Brasil.

Informações
Assessoria de Imprensa Universidade Presbiteriana Mackenzie
imprensa_mackenzie@viveiros.com.br
(11) 2766-7280
Celular de plantão: (11) 9.8169-9912

Contatos dos assessores:

Receba por e-mail o contato dos assessores.

Enviar
Desejo receber informações de marketing.
  • mackenzie sp
  • www.mackenzie.br/

  • É uma instituição educacional privada, confessional e sem fins lucrativos. Desde sua fundação, a Instituição é agente de uma série de inovações pedagógicas e acompanha e influencia o cenário da educação no país. Um de seus principais objetivos é formar cidadãos com capacidade de discernimento, com critérios e condições para fazer a leitura do mundo em que vivem, a partir de valores e princípios eternos, e que sejam aptos a intervir na sociedade. 
    Ao longo de sua existência, implantou cursos com o objetivo de abranger novas áreas do conhecimento e acompanhar o progresso da sociedade com intensa participação comunitária. Tornou-se reconhecido pela tradição, pioneirismo e inovação na educação, o que permitiu alcançar o posto de uma das mais renomadas instituições de ensino, entre as que mais contribuem para o desenvolvimento científico e acadêmico do País. Como entidade confessional, promove o desenvolvimento de cidadãos que sejam solidários, responsáveis e busquem a Deus em seus caminhos.
    O Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM) é a entidade mantenedora e responsável pela gestão administrativa da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), na capital de São Paulo, nas cidades de Barueri/Alphaville e Campinas, das Faculdades Presbiterianas Mackenzie em três cidades do País: Brasília (DF), Curitiba (PR) e Rio de Janeiro (RJ), bem como das unidades dos Colégios Presbiterianos Mackenzie de educação básica em São Paulo, Tamboré (campus Alphaville, em Barueri - SP), Brasília (DF) e Palmas (TO), bem como o Colégio Instituto Cristão de Castro - escola agrícola, no interior do Paraná. Também, sob a responsabilidade da IPM está o Hospital Universitário Evangélico Mackenize (HUEM), em Curitiba - PR, que oferece como campo de aprendizado toda a sua estrutura e referência nas diversas áreas da saúde aos alunos do curso de Medicina. O Mackenzie têm missão educadora, de cultura empreendedora e inovadora. 
    Em 2020, serão comemorados os 150 anos da instituição no Brasil. Ao longo deste período, a instituição manteve-se fiel aos valores confessionais vinculados à sua origem na Igreja Presbiteriana do Brasil.