25/11/20 16:27 ●

Cooperativa Vinícola Garibaldi tem o melhor vinho branco da Avaliação Nacional de Vinhos 2020

Riesling Granja União foi destaque entre brancos não aromáticos

Riesling Granja União - crédito Cassius Fanti

Cooperativa Vinícola Garibaldi tem o melhor vinho branco da Avaliação Nacional de Vinhos 2020

Riesling Granja União - crédito Cassius Fanti



Riesling Granja União foi destaque entre brancos não aromáticos. Para ator Antônio Calloni, comentarista da amostra, vinho é tão chique que precisa ser bebido de smoking


Para a Cooperativa Vinícola Garibaldi, a alta expectativa depositada na safra 2020, tida como histórica por conta de sua alta qualidade, começou com uma grande confirmação. O Riesling da casa, envasado sob a marca Granja União, foi eleito o melhor vinho branco não aromático da Avaliação Nacional de Vinhos - Safra 2020, realizada neste mês, em Bento Gonçalves.

A distinção soma-se aos inúmeros prêmios obtidos ao longo do ano em concursos nacionais e internacionais e confirma, mais uma vez, a excelência dos produtos da cooperativa. O varietal recebeu nota 89, sendo classificado entre as 16 amostras representativas do concurso. Ao todo, a Avaliação Nacional de Vinhos recebeu 395 amostras em seis categorias.

Os vinhos foram degustados às cegas por 64 enólogos entre os dias 15 e 18 de setembro, no Laboratório de Análise Sensorial da Embrapa Uva e Vinho. As amostras representativas podiam ser adquiridas pelo público que, no último dia 7, acompanhou de modo online, nos canais digitais da promotora do certame, a Associação Brasileira de Enologia, a grande degustação ocorrida no Spa do Vinho, no Vale dos Vinhedos.



Para Calloni, Riesling Granja União é "fantástico, encantador e chique"
Ao mesmo tempo da realização do evento, o púbico podia descobrir os vinhos juntamente com os comentaristas convidados do evento. O vinho da Vinícola Garibaldi foi comentado pelo ator da Rede Globo e enófilo Antônio Calloni, que deu nota 92 para a amostra.

Encantado com o Riesling Granja União, o ator elogiou a evolução do vinho brasileiro e disse ser fã dessa variedade. "Que vinho sensacional, tem um aroma intenso. A gente percebe um cítrico aqui maravilhoso e também um abacaxi. É um vinho de aspecto límpido, fantástico, de cor sensacional e, no nariz, muito persistente", elogiou o ator.

A surpresa com o vinho, o qual chamava de "brazuca", não parou por aí. Calloni disse estar acostumado com o paladar do Riesling elaborado na região da Alsácia, na França, e também o oriundo da Alemanha, que têm notas bem minerais. "Provavelmente, às cegas eu não identificaria a uva aqui. Mas a beleza da uva é essa, num lugar ela apresenta alguns aromas e sabores e, em outros, dependendo do terroir, ela apresenta as características desse terroir. Esse brazuca tem um pêssego também, mas o que mais salta é o cítrico e o abacaxi, nossa, fantástico", enalteceu, continuando sua admiração pelo vinho. "Esse vinho é elegantérrimo. Tem uma notinha salgada e uma coisa que eu adoro no vinho que é quando ele apresenta essa nota, acho que dá um charme. Nossa, é encantador esse vinho mesmo, muito bom, harmônico. Esse vinho é tão chique que da próxima vez vou ter que vestir um smoking para tomar, porque elegância aqui sobra. É um vinhaço", aplaudiu Calloni.

Um forte indício da qualidade excepcional dos vinhos e dos espumantes que chegarão ao mercado com o rótulo de 2020, o ano que oportunizou a "safra das safras".




Atenciosamente,
Isabella Machado

Exata Comunicação

Contatos dos assessores:

Receba por e-mail o contato dos assessores.

Enviar
Desejo receber informações de marketing.
  • vinicola garibaldi
  • www.vinicolagaribaldi.com.br/

  • Situada em Garibaldi (120Km de Porto Alegre) no coração da Serra Gaúcha - maior região vitivinícola do Brasil  -, apresenta índices de crescimento superiores aos da média nacional. Resultado de uma história de investimentos, de profissionalização, de união e de uma trajetória que carrega em sua bagagem o trabalho e a vida de milhares de pessoas.

    Com um quadro de 400 famílias associadas, investimos permanentemente em manutenção e melhoria dos processos produtivos e na qualidade dos produtos. Com uma área de 32 mil metros quadrados de construção e capacidade de processamento que ultrapassa os 20 milhões de quilos, utilizamos tecnologia e equipamentos europeus para a elaboração de nossos vinhos e espumantes.

    Uma identidade marcante, personalidade e características próprias, aliadas ao terroir da Serra Gaúcha, fez com que nossos espumantes acumulassem uma série de premiações em concursos no Brasil e no exterior. Além disso, atingimos o reconhecimento do consumidor pelo ótimo padrão de qualidade, e figuramos na lista das cinco maiores produtoras de espumantes do país; e hoje elaboramos um dos 100 melhores vinhos do mundo. 

    O presidente da Vinícola, Oscar Ló, sempre destacou que este desempenho é o resultado do trabalho, de investimentos e da permanente qualificação de toda a cadeia produtiva. “Trabalhamos próximo ao produtor de uva, valorizando ao máximo a importância da matéria-prima para o resultado final de nossos produtos”.

    Ainda na videira e logo após chegar à cantina, as uvas que serão utilizadas para a elaboração dos vinhos e espumantes passam por um rigoroso controle de sanidade, sendo que o ponto de maturação é determinado de acordo com o produto desejado. Enfatizo que a atenção a esta etapa garante o equilíbrio necessário entre açúcar e acidez.

    O processo de elaboração dos nossos espumantes é baseado em tecnologias francesas, sendo que os insumos utilizados são devidamente selecionados, favorecendo a obtenção de características próprias para o produto. Além disso, a utilização de um dos processos mais modernos do mundo faz com que o sistema de filtração e estabilização seja outro ponto forte dos espumantes da Garibaldi.